idioma

Pesquisar este blog

Seguidores

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

MUSEU DA CASA BRASILEIRA

Um museu pode ser provocativo, estimular as novas gerações para as questões contemporâneas e, ao mesmo tempo, preservar a memória e toda a sobriedade que a história requer. O Museu da Casa Brasileira (MCB), privilegiado por uma localização de fácil acesso na cidade de São Paulo (avenida Brigadeiro Faria Lima, 2.705), procura desempenhar tal tarefa. Expõe exemplares do mobiliário dos séculos XVII ao XXI, enquanto, paralelamente, abre espaço para mostras temporárias do que se produz na atualidade em objetos e design pelos quatro cantos do Brasil e do mundo. Mais do que isso, promove discussões, cursos e palestras sobre temas pertinentes à arquitetura e ao design. Reforça assim sua vocação para atender as demandas de um importante segmento da criação. Busca também formar novas platéias aptas a usufruir o patrimônio guardado e exibido em suas dependências através de ações educativas durante visitações didáticas previamente agendadas.
Para oferecer um pacote completo de possibilidades ao visitante, o Museu possui um restaurante. Um amplo jardim com mais de 6.000 m² e cerca de 200 espécies de árvores brasileiras, que se destaca entre a densa massa de concreto da região, integra o conjunto arquitetônico do Solar Fábio Prado, construído durante a década de 40 e onde o Museu está instalado desde 1972. Ao redor desse imenso gramado acontecem atividades aos fins de semana, como as apresentações musicais programadas para as manhãs de domingos.
O MCB é uma instituição pública pertencente à rede de 16 museus estaduais, vinculada à Secretaria de Estado da Cultura, e da qual fazem parte entre outros: Pinacoteca do Estado, Museu da Imagem e do Som (MIS), Museu de Arte Sacra, Memorial do Imigrante e Paço das Artes.
O edifício neoclássico com mais de 1.200 m² de área construída, num terreno com então aproximadamente 15.000 m², hoje reduzido a 7.200m², foi erguido na década de 40 por Fábio da Silva Prado, ex-prefeito de São Paulo (1934-38) para viver com sua esposa, Renata Crespi da Silva Prado. Nesse momento, as elites paulistanas deixavam os bairros antigos (Campos Elíseos, Luz e posteriormente Avenida Paulista) em direção aos “bairros-jardins”, região privilegiada por seu traçado planejado.
O projeto, encomendado ao arquiteto paraense Wladimir Alves de Souza, reproduz as linhas do Palácio Imperial de Petrópolis e tem clara influência da obra do italiano Andréa Palladio, veneziano que viveu no século XVI.
LOCALIZAÇÃO;
O acesso ao MCB é possível através de importantes vias de escoamento de trânsito em São Paulo, por onde circula transporte público conectado a todos os pontos da cidade. O número 2.705 da avenida Brigadeiro Faria Lima encontra-se praticamente no entroncamento com as avenidas Europa e Cidade Jardim. O Museu situa-se a duas quadras da Marginal do Pinheiros, na altura da ponte da Cidade Jardim. Av, Brigadeiro de Faria Lima 2705 SP. SP. 01451-000
O MCB funciona de terça a domingo, das 10h às 18h
http://www.mcb.sp.gov.br/index.asp?sMenu=P000

RECENTES PUBLICAÇÕES

Google+ Followers

Recent Visitors