idioma

Pesquisar este blog

Seguidores

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Um anjo

(Homenagem a Ruthy)
Quando partimos
Depois de muito semear,
O sentimento vê-se dividir,
Um amor corre ao abraço,
E o outro distante ficar.
Lá, com alegria esperam,
Aqui com saudade despedem,
Lá, complementam-se à sua chegada.
Aqui nos unimos para amenizar sua falta.

Vivemos o vai e vem da vida
Que de leve, traz e leva.
Enquanto alguns vivem o bem-vindo,
Outros aguardam esperançosos um até breve.


Texto: Rafael lewin


Foste a rosa desfolhada
Na urna da eternidade,
Pr’a sorrir mais animada,
Mais bela mais perfumada
Lá na etérea imensidade.

Tu’alma foi um perfume
Erguido ao sólio divino;
Levada ao celeste cume
C’os Anjos oraste ao Nume
Nas harmonias dum hino.

Alheia ao mundo devasso,
Passaste a vida sorrindo;
Derribou-te, ó ave, um braço,
Mas abrindo asas no espaço
Ao céu voaste, anjo lindo.

RJ, out. 1855 - A. E. ZALUAR
                

RECENTES PUBLICAÇÕES

Google+ Followers

Recent Visitors