idioma

Pesquisar este blog

Seguidores

domingo, 19 de setembro de 2010

Museu do Tropeiro

O Museu do Tropeiro foi criado em 1/12/1976, sendo inaugurado em 21/1/77, na gestão do Prefeito Lauro Lopes, a quem Castro deve o seu museu.
O eminente patrono do Museu do Tropeiro, professor Newton Carneiro, ao entrar pela primeira vez na casa que hoje abriga o museu, ficou tão entusiasmado com a autenticidade do estilo arquitetônico do prédio que, desde então, envidou todos os esforços para que algo de muito importante fosse, ali instalado. E o museu ganhou um amigo admirável.
Em todos os momentos, deu seu apoio integral na organização, na classificação das peças, na contribuição de objetos, na escolha mais acertada dos painéis, enfim, foi a alma na constituição deste museu.
No processo de adequação à realidade do mundo contemporâneo é necessário que o museu desenvolva uma reflexão sobre a sua própria história, que construa uma memória, não como era, repetição ou conservação do passado, mas a que se coloca a serviço da transformação e emancipação. 
Talvez caiba a alguns museus, como sugere Maria Cecília França Lourenço, recuperar seu vigor inicial e os sentidos e valores que se agregaram na sua formação, encontrando soluções de equilíbrio entre a tradição e as demandas do mundo atual. 
Talvez em pequenos museus, localizados em cidades do interior do país, dedicados à memória local, de grupos determinados ou indivíduos, se possa estar cumprindo a missão ou utopia de firmar o compromisso da instituição museológica com a ampliação da cidadania, entendida não somente como direitos reconhecidos pelo Estado, mas também como “práticas sociais e culturais que dão sentido de pertencimento e fazem com que se sintam diferentes os que possuem uma mesma língua, formas semelhantes de organização e de satisfação das necessidades”. (Trecho do Caderno de Diretrizes Museológicas)
Por que “Museu do Tropeiro”?
A Placa de Inauguração justifica a razão da denominação: “Castro surgiu graças ao tropeirismo. Este Museu visa homenagear essa fase decisiva da evolução brasileira para a qual o antigo Pouso do Iapó contribuiu de forma tão decisiva.”
Inauguração
Ainda da placa de inauguração: “Museu inaugurado a 21/01/77, na gestão do Prefeito Lauro Lopes e Vice-Prefeito Nelson E. Meyer, sendo Governador do Estado o Exmo. Sr. Jaime Canet Junior, Secretário da Educação Francisco Borsari Neto e Presidente da Câmara, Antonio Ramin Silveira. Contribuíram para sua instalação o Arquiteto Sérgio Todeschini, Professor Newton Carneiro e o museólogo Alfredo Rusins.
Museu do Tropeiro, testemunho de uma época
O Museu do Tropeiro foi oficializado pelas leis 13/75 e 71/76. A cultura faz a eternidade de um povo. O Museu é o espelho da cultura de um povo:
- Uma casa de 200 anos.
- Um acervo de 300 anos.
A Casa
A casa foi construída no século XVIII, de propriedade da família Carneiro Lobo. Casa de estuque, de fiel estilo. Pertenceu ao Padre Damaso, que a comprou de Francisco de Deos Martins e sua esposa Victoriana Alves da Nunciação.


Horário de visitação; De terça-feira a domingo
Das 9 às 11h30 e Das 14 às 16h30
O Museu do Tropeiro disponibiliza algumas obras com tema 'tropeirismo' e sobre a cidade de Castro. Você pode adquirir qualquer exemplar no próprio museu, ou encomendar por e-mail, confira: VISITANDO O SITE DO MUSEU http://www.castro.pr.gov.br/museudotropeiro/

RECENTES PUBLICAÇÕES

Google+ Followers

Recent Visitors