idioma

Pesquisar este blog

Seguidores

terça-feira, 21 de setembro de 2010

MARGS

MARGS Ado Malagoli 


Criada em 1954 (decreto n° 5065) e organizada pelo artista e professor paulista Ado Malagoli, o MARGS é uma Instituição da Secretaria de Estado da Cultura que surgiu logo após a implantação de projetos semelhantes de envergadura nacional, como o Museu de Arte de São Paulo (MASP, 1947) e os Museus de Arte Moderna de São Paulo (MAM-SP, 1948) e Rio de Janeiro (MAM-RJ, 1952). Já em Porto Alegre, o período foi marcado pela influência do Instituto de Belas Artes e pelos grupos Clube de Gravura e Associação Francisco Lisboa.
Em suma, o MARGS situa-se entre o tradicional e o dinâmico, e pretende continuar assim. Além de ser fonte de inspiração para cumprir com a função de museu, almeja também propiciar contatos, seja por meio dos documentos do imaginário humano, ou de uma prática social transformadora. Mais do quemôuseion - templo dedicado às Musas da mitologia grega que inspiravam as artes - o MARGS quer ser uma casa de inspiração para os indivíduos que o freqüentam, um espaço de portas abertas para as relações humanas, com seu patrimônio estendido entre o presente, o passado e o futuro.
PERFIL DO Acervo
O Acervo do MARGS conta hoje com cerca de 2.700 peças, sendo considerado uma das coleções mais importantes do país. Composto basicamente por arte gaúcha do século XX, possui também significativos exemplares de arte brasileira e internacional. É o mais importante Acervo público no estado do Rio Grande do Sul, sendo uma referência obrigatória para todo interessado no estudo ou apreciação da arte gaúcha.
Origens e desenvolvimento da coleção
O núcleo inicial da coleção foi reunido pelo professor e artista paulista Ado Malagoli, que chegou ao Rio Grande do Sul para lecionar no Instituto de Belas Artes da UFRGS, e logo foi indicado para dirigir o recém-fundado MARGS. Dispondo de verbas e respaldo oficiais, Malagoli adquiriu, entre 1954 e 1959, um expressivo lote de obras de autores nacionais e estrangeiros do fim do século XIX e início do século XX, além de algumas peças de brasileiros e gaúchos contemporâneos, totalizando cerca de 120 itens. 
Ao longo de sua trajetória, o MARGS procurou desenvolver atividades que atendessem à moderna constituição de museu: um lugar vivo, ágil e prazeroso, que dá especial atenção para os eventos de ação educativa.
A partir dos anos 70, o Museu ganha um Núcleo de Extensão Cultural, que se mantém ativo até os dias atuais. O setor é o elo entre as atividades da Instituição e a comunidade, desenvolvendo ações voltadas à formação do grande público no que se refere à arte e a inclusão da comunidade no cotidiano do Museu.
O Núcleo organiza e recebe as mais variadas manifestações artísticas, incluindo palestras, seminários, concertos, apresentações de dança, encontros com artistas, sessões de filmes, oficinas de arte, performances e lançamentos de livros - além de coordenar as atividades dos colaboradores voluntários e de formação de professores.
SEJA AMIGO DO MUSEU:
Pessoas físicas e jurídicas podem escolher entre as categorias de sócio-colaborador ou sócio-patrocinador, com quatro opções de anuidade. Para tornar-se um Amigo do Museu; basta preencher o cadastro abaixo ou dirigir-se à sede da AAMARGS (subsolo do MARGS, atendimento de terças a sextas, das 13 às 18 horas
Horário de visitação; Terças a domingo, das 10 às 19 horas.
Todas as exposições têm entrada franca.
MARGS Ado Malagoli
Praça da Alfândega, s/n°
Centro - 90010-150
Porto Alegre - RS – BRASIL 
PARA SABER MAIS, VISITE: 

FONTE; 

RECENTES PUBLICAÇÕES

Google+ Followers

Recent Visitors